Feeds:
Posts
Comentários

Archive for junho \05\UTC 2012

Se me dado fosse tal ventura, partiria em sua busca.
E não deixaria, como deixei, tantos sonhos para amanhã.
O amanhã nunca chegou.
A duras penas, aprendi que o presente
é o momento a ser vivido com toda a intensidade
e jamais deixado para depois.
 
Se asas me dado fosse ter,
partiria em sua busca na velocidade do vento,
para poder realizar um ao menos de tantos desejos seus…
que morreram desejo.
Você sempre achava possíveis
coisas que impossíveis eu julgava.
Não acreditava que todo sonho, uma vez sonhado,
só não se realiza se nós o tornamos impossível.
A montanha, tenha ela a altura que tiver,
sempre estará sujeita a ser vencida pelo esforço do homem.
Se deuses queremos ser, deuses seremos,
a despeito da pequenez e dos limites do ser humano.
Deus em nós colocou rasgos de sua onipotência!
 
Sonhar alto, como você sempre sonhou,
alarga os horizontes, quase infinitos os tornando.
Assim, me dado fosse, partiria em sua busca,
rasgaria os céus, e a traria não mais nas asas do sonho,
mas da realidade presença,
tendo-a em carne e osso, viva, palpitante,
mesmo que por um fugaz momento.
Que não seria fugaz,
pois a aura da eternidade já faz parte de você!
 
Toninho
04/06/2012

Read Full Post »