Feeds:
Posts
Comentários

Archive for maio \06\UTC 2011

Hoje ouvi acordes que acordaram em mim saudades de você.
No programa da Orquestra Sinfônica de São José dos Campos, apresentado esta noite, entre Osvaldo Lacerda, com a belíssima peça Abertura n.o 1, Igor Stravinsky e Sergei Prokofiev, estava o Concerto de Aranjuez, de Joaquin Rodrigo, para violão e orquestra. Ao violão, o consagrado violonista André Simão, nascido e formado na vizinha Taubaté, com vários cursos de aperfeiçoamento no exterior e atualmente fazendo mestrado na Universität Mozarteum Salzburg, na Alemanha. Execução maravilhosa, por parte da orquestra. Impecável, por parte do André.

Já disse ser você, Benê, a sinfonia da minha vida. Daí que ouvir música sem ter você ao lado, por mais bonita que ela seja, faz que metade de sua beleza se desfaça perdida em recordações infrutíferas, diria eu, pois que recordações que não me trazem mais sua presença.

E não foi diferente hoje. Nem mesmo com o Concerto de Aranjuez, conquanto tenha sido impecável sua execução. O concerto de Aranjuez foi uma música que você descobriu para mim. Você a adorava, como adorava, aliás, tudo o que viesse da Espanha. Músicas da Andaluzia, sons de castanhola despertavam em você ecos mouros não sei por que estranhas ascendências deixados em sua alma. Mas hoje, precisamente na execução do segundo movimento, o adagio, que é o mais conhecido, sua beleza se diluiu em saudosas lembranças que me machucaram. Comecei a sentir um aperto cada vez mais forte cá dentro, que só não me levou às lágrimas porque o ambiente não permitia. Roucos suspiros se calaram, abafados pelo lenço à boca.

Minha doce vingança foi chegar à casa e relatar isso tudo para provocar nos que me lerem e que conheceram você a mesma dor da saudade que estou sentindo, pois…

… hoje ouvi acordes que acordaram em mim saudades de você!

Toninho
27/04/2011.

Read Full Post »